Sobe mais

outubro 24, 2007

saia_curta.jpg
Adorei o vestido dessa moça, a Marcia. Totalmente no tempo certo. As passarelas mostraram um tal de midcalf, no meio da canela, mas nas ruas de Nova York, ocomprimento das saias é o tal do mid-length, ou seja, um pouco acima do joelho. Esse aí mesmo. É engraçado isso – pelo menos para quem gosta de moda: você sabe que tal comprimento ou estampa todo mundo tá usando em alguma lugar e começa a dar vontade de vestir também. Não acho que é embalo, simplesmente, não. É que a gente lembra que aquilo existe. Claro, não vale para tudo. Ombreiras eu não usarei nunca. E também não curto muito legging com sapatilha. Aquele vestido blousé também não faz muito minha cabeça, só para lembrar de alguns. Mas esse comprimento uns dedos acima do joelho é lindo. Claro, pernas pra que te quero (a moça da foto tem!). Elas têm que estar minimamente em dia. Eu continuo amando a saia no joelho. É muito chique saia lápis no joelho e mais democrático. Além de muito sexy. Mas para os finais de semana estou curtindo esse meio da coxa…

Blush é o novo Zoloft

outubro 3, 2007

Dermatologistas são os novos terapeutas, dizem as garotas do Bergdorf Blondes (se for menina sem preconceito, leia. É muito divertido). E blush é o novo Zoloft, garanto. O trabalho tá chato ou o namorado não é o que você queria? Não faz mal, vá a loja MAC mais próxima de sua casa e invista num blush. A cor Blush Baby é uma das mais neutras e indicada para nosso tez tropical de escritório, mas cada tem sua cor e você vai descobrir na hora. Para o dia a dia, um mais neutro, mais terra (como o Blush Baby), cai bem. Para o final de semana, um cor de rosinha é fofa. Bom, não importa. O que importa é a carinha de boneca que você vai ficar depois de passar e que acaba com qualquer dia triste. Além do mais, quando todo mundo vê você com uma cara boa acabam fazendo caras boas em retribuição e você, imediatamente, fica mais feliz. Mas, antes de tudo, algumas dicas pra não parecer uma dançarina de quadrilha caipira: 1) use um pincel apropriado, de tamanho médio, com base arrendondada, para criar um efeito suave e difuso. 2) Passe o pincel das têmporas para o nariz, não o contrário. 3) Dê uma “chupadinha” no rosto para saber onde fica o blush: é um pouco acima da parte que foi chupada. 4) Use o restinho que ficou no pincel para espalhar um pouco de cor pelo rosto, assim fica mais natural.
Agora, vai lá. O mundo trata melhor quem usa blush.